Cidade de Porto, 1 de agosto de 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Prefeitura de Porto realiza audiência pública sobre parceria público-privada do abastecimento de água

A Prefeitura Municipal de Porto, que tem à frente o Prefeito Prof. Dó Bacelar, realizou na última semana, audiência pública sobre parceria público-privada do abastecimento de água e esgotamento sanitário da cidade. O evento contou com a presença do Prefeito Prof. Dó Bacelar, Presidente da Câmara, vereador João Elton, além dos vereadores Antonio Geronço e Sitonho, secretários municipais, diretores de escolas, professores, e representantes de sindicatos, associações e igrejas do município.

O Prefeito Municipal profº Dó Bacelar, fez a abertura da audiência pública, destacando que a Agespisa atualmente não possui autorização para realizar o abastecimento de água dos portuenses, tendo em vista que está com o contrato vencido e que em razão do serviço de má qualidade fornecido ao longo dos anos e das inúmeras reclamações da população, a Prefeitura pretende realizar uma parceria público-privada do abastecimento de água e esgotamento sanitário do município. Para isso, um estudo foi realizado para ver a viabilidade deste projeto, que passará por licitação, para contratação de uma empresa capacitada para oferecer tal serviço, que será fiscalizado pelo Poder Público Municipal.

A Comissão Técnica da Prefeitura, juntamente com a Empresa Lótus Ambiental, apresentaram à comunidade presente, os resultados dos estudos realizados em relação aos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário do município. No referido estudo, realizado nas instalações da Agespisa em Porto, inúmeros problemas foram detectados, comprometendo assim a qualidade do abastecimento de água para as residências locais.

Os técnicos da Empresa Lótus constataram que a Estação de Tratamento de Água(ETA), está com instalações físicas inadequadas, sem qualquer tipo de segurança, com presença de lixo e vegetação rasteira em grande quantidade. A infraestrutura está deteriorada, com equipamentos obsoletos e falta de manutenção, além da necessidade de readequação aos padrões de segurança recomendado pela ANA.

Também foram constatados irregularidades no Sistema de Captação no Rio Parnaíba, com total falta de segurança causando grandes riscos à população, além do Sistema de Adução está totalmente exposto, sem nenhum tipo de proteção, como pode ser constatado nas fotos apresentadas na audiência pública.

     

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS